Skip to content

Conversa sobre política – ou não

25 setembro, 2008

Essa semana estávamos eu e três amigos tomando nossos cafés tranqüilamente na frente da Fabico, naqueles banquinhos de pedra perto da árvore, quando chega um tiozão todo malhado, de camisa meio justa, começa a distribuir santinho. Era dele mesmo, candidato a vereador pelo PPS. Não adiantou meus colegas explicarem que não votam em Porto Alegre, ele acha que a política dele é “to the world”. A conversa foi mais ou menos assim:

– Meu nome é Magadan, eu sou triatleta, sou candidato a vereador…

– Eu não voto aqui.

– Não, mas pode pegar, vocês podem conhecer o meu projeto mesmo não votando aqui, meu projeto é to the world. Eu quero fazer mais pela saúde, proibir as redes de pesca em Tramandaí, porque eu sou triatleta, e resolvi me candidatar porque eu tenho projetos pra saúde e pra proibir as redes de pesca e se vocês quiserem me ajudar no meu projeto, taí o número [por que diabos ele não se candidata em Tramandaí a gente não conseguiu descobrir].

– Por que tu escolheu o PPS?

– Ah, eu não acredito nesse negócio de partido, é tudo a mesma coisa, não tem mais isso de ideologia, todos querem a mesma coisa, eu sou triatleta, hoje vou nadar dez mil metros. E não tem nada a ver com o pessoal que tá aí, porque o Fogaça saiu do PPS, foi pro PMDB, foi uma traição.

– Sim, mas o problema não é quem saiu do PPS, mas quem continuou nele, como o Britto, o Berfran.

– Olha, se tu não quer votar em mim tu não vota. Eu não quero discutir política contigo. Eu não vou ficar aqui insistindo pra tu votar em mim. Eu vou nadar dez mil metros hoje, porque eu sou triatleta. Tu pode votar em quem tu quiser, eu só acho que a saúde está muito ruim e eu sou triatleta.

– Tu é candidato a vereador e não quer discutir política comigo?

– Tu não precisa votar em mim, pode votar em quem tu quiser, eu sou triatleta, meu pai foi vereador, construiu a Restinga.

– Como é o nome do teu pai?

– Antonio Magadan.

– Ah.

Ele vai se retirando. Depois de andar alguns passos, ele volta e aparece ali do lado do nada.

– Olha, se tu não quer votar em mim não vota. Eu sou triatleta e quero fazer mais pela saúde, que a coisa tá muito ruim. E isso de política não me interessa, porque é tudo igual, eu não escolhi o partido por ideologia, que isso não existe mais, eu não quero discutir política. Obrigado.

Ok, então.

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. 25 setembro, 2008 21:41

    eleição piada. ainda criticam quem vota nulo…

  2. 27 setembro, 2008 14:30

    hahahah! esse merecia meu voto!

  3. Alexandre Haubrich permalink
    3 outubro, 2008 22:47

    Convenhamos que um petista reclamando do cara por ele ser do PPS é o sujo falando do mal lavado, né…
    😉

    (eu sei que a reclamação principal não é essa, mas a pergunta pro cara que levou a esse diálogo foi sobre o PPS)

  4. 5 outubro, 2008 12:42

    ainda acho q é diferente… não me lembro de o PT no Rio Grande do Sul ter ficado marcado por ser o partido das privatizações. e comparando só aqui no RS tem uma diferença beeeeeeeem grande entre o governo Olívio e o governo Britto. mas enfim… =P

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: