Skip to content

Agora é pra ficar (pelo menos por enquanto)

11 maio, 2009

Ficar muito sem postar é um problema. Não digo nem porque diminui o número de acessos ao blog, vários assuntos deixam de ser comentados, coisas deixam de ser ditas. O problema é que daí parece que a gente tem que dizer alguma coisa muito inteligente, fazer um super post pra voltar com tudo à ativa. Não posso ficar um mês sem dizer nada e de repente largar umas cinco linhas ali como se o diálogo fosse constante. A grande questão é que nenhum post parece bom o suficiente. Se meus textos já não são lá grande coisa pra ti, leitor, pra mim eles são vinte vezes piores. Sempre acho tudo que eu escrevo muito ruim. Insisto nisso porque tenho opiniões e preciso dizer elas pra alguém. Por sorte encontro um que outro disposto a lê-las e assim podemos conversar, chegar a novas conclusões. Mas bom, já estou tergiversando. O fato é que nesse tempo todo deixei de fazer vários comentários pertinentes porque eles pareciam muito pequenos depois de tanto tempo sem postar. E vários assuntos passaram em branco. E olha o quanto de coisa que aconteceu… Ministros do Judiciário se xingando (dá-lhe Barbosa!), todo o mundo morrendo de medo de espirro, lei de imprensa deixando de existir, candidata a presidente com câncer, o gol do Nilmar. Fora as coisas de sempre, que deveriam escandalizar, mas já fazem parte do cotidiano, como as denúncias de corrupção, deputado fazendo pouco caso da opinião pública e da imprensa, o Danrlei aparecendo na propaganda do PTB. Agora não vou fazer nenhum desses comentários, afinal, resolvi escrever um post de volta, pra mostrar que eu ainda existo e poder escrever meus textos rápidos e insignificantes. De repente daqui a pouquinho eu volto. Ou amanhã. Pois bem, cá estou eu só pra dar um oi.

E então, vem sempre aqui?

Anúncios
One Comment leave one →
  1. 17 maio, 2009 18:19

    Sei exactamente como a srta se sente! Mas, babe, duas coisas (e que não digo só pq nutro um grande carinho pela tua pessoa):
    1. Tu escreve bem sim. Sem essa de te desmerecer, que acompanho a tua evolução há quatros e sei bem do que estou falando.
    2. Um blog não é uma obra fechada, mas um mosaico de momentos. Cada post é um post, não tem obrigação com os outros nem precisa ser genial. E depois, I´m sorry, tu não é o Gay Talese, e isso não é ruim. Mais importante que ter tiradas genias o tempo todo é ter tiradas sinceras, que de bonitinhos mas ordinários o jornalismo tá cheio.
    E tenho dito!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: