Skip to content

Cuba e os partidos políticos

8 outubro, 2009

Nesse post vou apenas citar um autor que fala de toda a América Latina, mas peguei especificamente a parte de Cuba, pela polêmica. Normalmente não gosto de ler citações. Mas considero um caso especial, porque eu não conseguiria expressar as mesmas ideias da mesma forma. Além do mais, é curtinho. Vai em trechos, todos do livro História da América Latina, de Luiz Roberto Lopez, publicado em 1986 (edição de 1989):

“A palavra liberdade (…) não pode ser desligada de um contexto social e histórico concreto, sob pena de não passar de uma abstração sem qualquer significado, o que permitiria dizer que se pode ter a liberdade de morrer de fome, de não ter emprego ou de viajar por todo o país ou por todo o mundo, mesmo não tendo um centavo no bolso.”

“No caso de Cuba, certamente o país está longe de ser um paraíso na terra, principalmente por ser uma nação pobre e sem grandes recursos. Em todo o caso, já superou, há muito tempo e de forma rápida, os infernos tão familiares aos povos latino-americanos.”

“Multiplicidade de partidos nunca foi, na América Latina, sinônimo de democracia. (…) Partidos políticos em regime capitalista e em regime socialista não são a mesma cosia ou, em outras palavras, não se pode dissociar o conceito de partido político de um referencial econômico-social concreto. Num país capitalista que adota os formalismos jurídicos liberais, os múltiplos e conflitantes interesses têm, nos partidos, um canal para se exprimirem e conseguirem seu espaço, ao passo que num país socialista o partido atua como instrumento revolucionário e, portanto, lhe cumpre representar em sua totalidade.”

“Numa conjuntura revolucionária e socialista, os antagonismos e problemas não são a mesma coisa que a luta de classes num país capitalista. Portanto, os conflitos podem se desenrolar no âmbito de um mesmo partido hegemônico. Num país capitalista, a multiplicidade partidária frequentemente oculta, detrás de aparências democráticas, a vaidade e as aspirações exclusivamente individuais.”

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. ana luisa permalink
    8 outubro, 2009 09:56

    eh uma injustiça o que fazem com cuba, china, e coreia do norte, nesses países o crescimento é maior e tem mais justiça social q nos EUA.

  2. Eduardo permalink
    8 outubro, 2009 10:24

    Bah, perfeito, muito interessante. Sou estudante de História e me interesso muito por esse assunto. E as citações realmente são boas, destacando a importância do contexto social e econômico para que se compreenda o conceito da palavra liberdade.

    Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: