Skip to content

Pluralidade e democratização

20 outubro, 2009

A Carta Capital dessa semana traz dois exemplos de Jornalismo, um relativo à pluralidade e outro à democratização, embora uma coisa pressuponha a outra (ou seja, os dois casos tratam da mesma coisa: democracia, acesso aos meios de comunicação, benefícios para o cidadão).

Caso 1. EUA: “Das páginas de opinião do Chicago Tribune, Eric Zorn aponta para a importância de se dar cor ao noticiário. E reforça que ‘o jornalismo mais partidário, no caso dos EUA, em que você tem meios dos dois lados, é fundamental para que as pessoas apreendam de fato a substância dos debates nos temas de grande interesse público. Por mais irritante e superficial que o jornalismo ideológico pareça ser, ele é vital para a saúde da sociedade.'”

Caso 2. Argentina: “A Lei de Serviços Audiovisuais, proposta pelo governo Cristina Kirchner, mexeu no vespeiro de regimes de concessão de rádios e tevês e, por extensão, nos interesses dos principais grupos de comunicação da Argentina. […] Entre os pontos mais criticados pelos empresários está o limite ao número de concessões por grupo econômico e área de abrangência – uma norma corriqueira em países desenvolvidos.”

A reportagem sobre os EUA é de Eduardo Graça. A nota sobre a Argentina é de Luiz Antonio Cintra. Íntegra só na edição impressa.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: