Skip to content

Estratégias espúrias para 2010

27 novembro, 2009

Não tenho nem coragem de tecer maiores comentários sobre o que a Folha fez hoje. Ok, o texto era assinado, e lá embaixo diz que não necessariamente representa a opinião do jornal, mas não somos ingênuos de acreditar que ele estava ali por acaso, que não faz parte de uma estratégia com vistas às eleições do ano que vem. Não se pode provar, evidentemente, mas se pode deduzir. Na minha opinião, é isso, uma estratégia.

Mas enfim, como eu disse, não farei um texto a respeito. Até porque não é necessário, tem vários excelentes circulando por aí. Indico um em especial, do Luiz Carlos Azenha. Ele termina afirmando que o objetivo disso tudo é “Evitar que o ‘estuprador’ eleja a ‘terrorista’. Isso dá uma medida do desespero que essa possibilidade, cada vez mais factível, causa.  E é na hora do desespero que os cafajestes se revelam.”

Sua argumentação vai no sentido de que Otávio Frias Filho é um cafajeste e como tal dirige o jornal. Fazendo cafajestices. E diferencia a Folha do Estadão, honestamente conservador. E aqui me permito referir ao professor Ungaretti, que repetidamente afirma que o Estadão, ao contrário da Folha, não briga com a notícia. Que ele não mente, é apenas um jornal conservador. Mas honesto.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. 27 novembro, 2009 23:37

    O César Benjamin é o mesmo que é membro fundador do PSol?

  2. 29 novembro, 2009 00:32

    Aham, o próprio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: